Incêndio destrói um terço da fábrica Energie em Laúndos

Um grande incêndio, esta quarta-feira à noite, destruiu um terço da fábrica de painéis solares termodinâmicos em Laúndos.

De acordo com o comandante dos Bombeiros da Póvoa de Varzim que foram combater as chamas, a unidade fabril ficou muito danificada e cerca de um terço das instalações terá que ser demolido. Os danos são muito avultados.

O incêndio foi de grande dimensão e chegou a pensar-se que poderia afetar o centro logístico da Mercadona, localizado do outro lado da rua.

De acordo com o comandante Francisco Nova quando os bombeiros chegaram ao local a zona da frente da fábrica estava totalmente tomada pelas chamas, tornando-se impossível aceder ao interior.

A empresa emprega 40 pessoas e, em 2019, produziu três mil painéis solares. Há um mês, a Energie lançou a primeira pedra da ampliação das suas instalações, onde está a investir um milhão de euros.

O alerta caiu no quartel dos bombeiros da Póvoa às 20.45 horas. Foi o próprio dono da unidade quem chamou o socorro, porque o alarme soou no seu telemóvel.

No rés-do-chão, na zona de laboração – onde começou o fogo -, máquinas, paletes de material, plásticos e papelão foram os materiais que acabaram por facilitar a propagação do fogo. O 1º andar, onde se situava o auditório, viria a ceder com as elevadas temperaturas.

Além dos Bombeiros da Póvoa estiveram no local, as corporações de Vila do Conde, Trofa, Moreira da Maia e Barcelinhos, num total de 67 homens e 22 viaturas.

Incêndio destrói um terço da fábrica Energie em Laúndos

| Breves, Noticias |
About The Author
-